Bangkok – A Descoberta

Custou muito a acreditar, mas sim… é verdade! Estou do outro lado do globo, vivendo uma experiência que um dia aparecia apenas nos meus sonhos e mais uma vez digo: o impossível se manifestou pra mim e por isso me sinto imensamente abençoada.

Bangkok

De tantos fatos na minha vida, tantas experiências, pessoas e pedaços meus que foram embora, tudo isso culminou com esse momento – por isso me sinto profundamente abençoada por cada pedra e por cada presente dessa jornada que começou com a incrível Bangkok.

Aqui temos pessoas de todo mundo, línguas diversas, sonoridades lindas, cores distintas que vão do cinza do cimento e da poluição às paredes dos templos cuidados com tanto carinho, vai da tradicional música tailandesa e mantras ao pop americano, dos ônibus muito antigos aos trens super modernos, das ruas com cheiro de lixo ao aroma inebriante das especiarias usadas em todas as esquinas, do calor quase insuportável ao gelado intenso em cada copo de bebida.

Uma cidade de contrastes, onde a beleza  da  tradição  vive em par com o caos da modernidade.

Da doçura e gentileza das pessoas às trambicagens dos motoristas de tuk tuk (que podem de dar uma das experiências mais memoráveis da sua vida, mas negocie bemmmm o preço antes), das comidas super processadas a mais antiga culinária das ruas, da calma intensa nos templos ao grande caos no trânsito.

Bangkok é assim… amada por alguns e detestada por outros. Pra mim foi a casa que me recebeu de braços apertos (com alguns percalços sim) para o continente antes existente somente no mapa e aqui estou fazendo uma transição entre dois mundo – o cosmopolita paulistano e o tradicional asiático.

Bangkok

Minha sugestão para as garotas que vierem pra cá: coque no cabelo é a melhor opção e, sim… compre um SIM Card – na emergência se não souber como voltar pra casa e estiver sem WiFi ele pode ser muito útil. Negocie preço do tuk tuk, taxi somente com taxímetro, arrume um marido (fictício) para poder ter saídas educadas de paqueras inadequadas, saia no joelho ou calça e camiseta de manga para não desrespeitar os templos que visitar.

E última e não menos importante, se entregue a energia do templo visitado, sinta com o mais profundo da sua alma tudo que a oração de tantas e tantas pessoas pode fazer por você, aproveite e ore para agradecer por estar ali também.

Encante-se a cada instante nesse imenso e belo caos.

Stela

2 comentários Adicione o seu

  1. Passageira disse:

    É muito bom quando percebemos que nosso sonho pode ser um plano concretizado. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

    1. stelakiill disse:

      Muito obrigada 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s