Sozinha II

Viajar é também uma constante mudança e evolução de sua própria maneira de caminhar pelo mundo, pelo menos está sendo assim comigo.

A cada dia que se passa aprendo novas maneiras de lidar com as situações, com as dificuldades, com as pessoas e comigo mesma.

A cada dia deixo um pouco do que trouxe comigo para trás, seja em itens materiais ou não, mas algo que antes parecia muito importante, agora já não é mais.

Muitos itens viraram presentes para retribuir a aquelas pessoas que de alguma breve forma foram importantes por me ensinarem algo sobre a vida, outros simplesmente foram embora.

A cada dia chego maravilhada, mas cansada e o maior desejo seria tomar um bom banho e cair na cama, mas não é possível porque preciso me organizar para a próxima jornada, pesquisar um hostel, calcular meu orçamento, cuidar das roupas já sujas, falar com amigos e familiares, organizar fotos, escrever os textos… todos os dias há muito mais a ser fazer.

Wat Lokayasutha

A cada dia tenho que lidar com meus sentimentos, com a confusão que surge com a distância, com a saudade, com o medo de ser esquecida por aqueles que amo, com o que será de mim e da minha vida quanto voltar, quem serei eu então? Foram no calendário ainda tão poucos dias, mas tanto já se passou e temos mais, muito mais por vir! Como será, então? Darei conta de tudo isso? Acalmar o coração nessas horas quando não se tem ninguém por perto é uma tarefa de fato.

A cada dia a vida lá continua acontecendo e a sensação que me dá é de que às vezes estou vivendo em um universo paralelo, de que não faço mais parte nem de lá e nem daqui, porque em todos os lugares é como se não houvesse mais lugar pra mim. Lá porque deixei de ser importante e aqui porque de verdade nunca ninguém me viu antes.

Lotus

A cada dia são tantas as mudanças, são tantos os fatos e a cada esquina que viramos algo incrível pode acontecer e lidar com tudo isso, embora seja uma imensa benção traz consigo uma grande responsabilidade. Ser feliz é ser responsável por si e viajar solo nos torna ainda mais conscientes da responsabilidade que temos para conosco e para com aqueles ao nosso redor, pois independente da alegria ou da tristeza que recaía sobre seu coração, o mundo segue e você precisa seguir caminhando na espiral da vida com coragem porque naquele momento fisicamente é só você ali.

Stela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s