O Vazio e a Busca da Felicidade

A felicidade é a busca mais constante e comum a todos os seres existentes nessa vasto mundo que habitamos e ao mesmo tempo que tantos a buscam nos parece cada vez mais raro alguém encontra-la, mas onde exatamente fica a tal felicidade?

Onde fica a felicidade?
Onde fica a felicidade?

Diferentemente do pote do ouro no fim do arco íris a felicidade é sim possível de se achar e é como uma caça ao tesouro, todos saem a sua busca em shoppings, artigos eletrônicos, comida, status, poder, religião, arte e por ai vai.

E dentre tantas variáveis algo que sempre ouço no consultório “tenho tantas coisas, mas me sinto vazio” e aqui entra um ponto crucial que precisa ser revisto dentro das sociedades atuais: para melhorar a sua vida, ser mais feliz, você precisa melhorar a vida daqueles que estão próximos a você, mas melhorar esse conjunto não significa dar mais e mais condição material, porque nesse caso a vida seria ainda uma amontoado de “coisas”.

"Tenho tantas coisas, mas me sinto vazio."
“Tenho tantas coisas, mas me sinto vazio.”

O modo de vida contemporâneo prioriza a sobrevivência individual, a concorrência, a competição, a puxada de tapete, ser esperto e deixar os outros para trás, mas nessa condição perdemos a conexão com a interdependência que temos um do outro. Um exemplo muito simples, se ouvimos música muito alta no nosso carro estamos invadindo o silêncio do carro vizinho, sua ação impacta a vida dele, assim como a dele pode impactar a sua se ele olhar no celular e bater no seu carro. Essa interdependência está em tudo e hoje as empresas cobram trabalho em equipe porque esses rendem mais, mas a cultura ensina que todos devem viver por si, então como superar esse conflito? Preciso viver no time, mas tenho que ser melhor que todos?

A resposta é Não… e nem Sim, pois o que precisamos é uma mudança na crença de que sozinhos somos melhores, quando na verdade o melhor mesmo é o conjunto unido em prol do melhor para o todo. Quando estamos sozinhos, estamos sobrevivendo (sozinho que digo é enxergando o seu benefício e sua individualidade – é quando jogamos o papel no chão por não ter paciência de esperar uma lata de lixo. Ali você se “livra” do problemas, mas ele continua no chão que outro vai pisar depois de você).

Sorrir: uma importante ferramenta.
Sorrir: uma importante ferramenta.

Já o viver para o melhor requer uma visão não egocêntrica, pois a todo instante todos avaliam como suas ações irão influenciar o todo – você avalia seu impacto na vida do próximo e o próximo avalia na sua – assim não há mais “o melhor pra mim e que se arrume o outro”, nessa nova situação a mentalidade da guerrilha desaparece e ao notarmos que nossas atitudes ajudam os outros a viverem melhor vamos nos completando e esse ciclo virtuoso não tem fim.

Mas dai alguém vai dizer “mas as pessoas não agem e não pensam assim, então porque faria isso?”, pelo simples motivo de que toda mudança começa com uma única ação e se você realmente se preocupa com sua felicidade essa alteração será mínima perante todo o resultado. Cotidianamente um sorrir e ser gentil já pode gerar milagres pra você e ao seu redor. Agir assim não significa que você será menor ou inferior as pessoas, mas sim que seu ser é capaz de ser maior que toda a negatividade gerada ao redor. E isso soberano.

Grande abraço,

Stela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s