Na Espiral De Si Próprio e a Dor de Viver

A vida roda numa espiral infinita que nos leva ao centro e as bordas das nossas emoções, por vezes estamos felizes e por outras estamos no fundo do poço (e quando não, cavando um pouco mais). Nessas horas a nossa maior dúvida pode ser em como parar com isso. Parar de sofrer… será possível?

Onde está seu papel no seu sofrimento?
Onde está seu papel no seu sofrimento?

A vida na dualidade requer essa oscilação entre a dor e a alegria, escuridão e luz, tristeza e alegria, porque do contrário, como já se diz, o que seria do dia se não fosse a noite e vice versa?

Bom, então se para ver a luz precisamos da dor, como conviver com ela?

Você já parou pra pensar no porque da sua dor? É sua mãe? Seu chefe? Marido? Trabalho? Talvez realmente não sejam as pessoas mais legais do mundo, mas você já parou pra pensar no seu papel dentro de tudo isso? Quanto da personalidade da sua mãe você tem igual? Quanto do seu chefe? Você pode me responder que não é em nada parecido com eles, ok… mas porque te incomodam? E nesse caso a resposta é sobre você e não sobre a culpa que você coloca sobre eles para sua frustração.

A partir das respostas dessa investigação interior será possível abrir um leque de auto conhecimento que te mostrará um trilha a seguir porque ninguém é perfeito, mas todos precisam encontrar a sua verdade e viver na sua própria diversidade. Quando mais profunda for a sua auto análise mais verdadeiro será o resultado do seu trabalho e a partir daí os frutos irão surgir e tudo depende apenas de você e de sua vontade em mudar e ao alcançar um novo estado interior sua resposta exterior será outra e o ambiente ao redor vai corresponder a isso e a partir dai talvez tudo aquilo que antes de incomodava simplesmente se transforme e diferente de um milagre inexplicável, ali você poderá sentir que houve seu esforço em se reconhecer e mudar ao invés de esperar que o outro mude. Isso é poder. Isso é responsabilidade pela sua felicidade.

Trilhar esse caminho inicial de se conhecer pode ser mais fácil com a ajuda de um psicólogo, terapeuta e você pode contar com ferramentas como florais, óleos essenciais, meditação e tantas outras técnicas e a partir dai é assumir-se e colher os frutos de nadar na espiral e não mais ficar tonto nela.

Abraço carinhoso,

Stela

Espiral da Vida está presente em tudo.
A Espiral da Vida está presente em tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s