Você Já Sorriu Para o Próximo Hoje?

em

Do ano passado pra cá a densidade energética do planeta está diferente, é como se estivéssemos em uma longa Quaresma.

Guerras, fome, violência, desigualdade, ódio, separação e o egoísmo puro e único que sempre move o ser humano está mais acentuado do que nunca e essa situação gerada pelos nossos próprios pensamentos, nossas ações, nossas palavras é o que tem contribuído para a piora nessas condições.

Terra

Evitamos olhar para imagens que nos lembrem da miséria no mundo, buscamos alegrias efêmeras na TV, nas bebidas e fugimos de nosso pensamento quanto a nossa parcela de responsabilidade quanto ao que acontece no mundo. América Latina é um palco de ódio, Europa é um circo de arrogância e discriminação, Ásia e EUA são focos poluentes e por ai vai. Corrigir tudo isso dá trabalho e todos parecem se refugiar em seus problemas pessoais para evitar por a mão na grande massa.

O ser humano ainda carece de grande entendimento em relação ao propósito de sua existência, carece de entendimento sobre o coletivo e o bem estar de toda a população, essa sem distinção de raça, cor, gênero, orientação sexual, religião ou qualquer outro tipo de separação que o ego ainda insiste em colocar. Sabiamente disse uma grande amiga, se ainda houver mesmo a necessidade de classificar alguma coisa, que seja entre as pessoas que tem e não tem caráter.

sociedade

Discursos de ódio político, religioso, racial e por ai vai, somente geram separação e nos afasta da visão de que ser humano é ser humano, que dor é dor em qualquer país, qualquer classe social, qualquer religião. Que o sofrimento de um é o sofrimento de todos e de que enquanto olharmos somente nosso próprio bem estar, sem considerar a condições daqueles que se encontram em situação menos privilegiada (material, emocional ou psicológica), não iremos desfrutar a plenitude de nossa felicidade, pois essa seguirá fundamentada em bases frágeis materiais.

idosos

Estender uma mão, uma palavra de carinho para uma pessoa que chora em silêncio na rua, um lanche para aquele que passa fome, cinco minutos de conversa com quem se sente sozinho, oferecer uma carona, dar um guarda chuva para aquele que ficou desprevenido no meio da tempestade, deixar o ego de lado por poucos momentos e pedir desculpas quando alguém diz que se chateou com algo que você fez, mesmo que não fosse essa sua intenção, prestar atenção nas pessoas dentro de nossa casa, de nosso trabalho, daqueles próximos a nós, será que eles não dão sinais de suas necessidades, de sua solidão, de sua tristeza e por estarmos focados demais em nossos próprios problemas não nos damos conta?

Facilitar o trabalho dos guias de luz para que possamos receber ajuda extra é uma ação que deve começar em nós… perdoando, compreendendo, auxiliando, unindo para criar bases fortes de progresso coletivo, onde todos ganham. Olhar nossas próprias e eternamente machucadas emoções para curá-las nos permite contribuir em menor escala com o adensamento dessa força negativa que nos envolve, nos separa e enfraquece cada vez mais e quiça, como nossa cura, possamos contribuir para diminui-la.

A nova energia é essa: bem estar coletivo, realmente no coletivo e não apenas o coletivo na unidade que nos interessa. Então, mãos a obra! O que você fez pelo bem do outro hoje?

casal-negro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s