Macerações Vegetais na Aromaterapia

Maceração é o nome dado ao processo de transferência dos princípios ativos de uma planta medicinal a uma base liquida como um álcool, hidroálcool ou azeite que é o que irei abordar hoje.

No post anterior falei sobre a imensa gama de possibilidades que você pode ter ao combinar os óleos vegetais aos essenciais para potencializar seus tratamentos, agora imagine se esse óleo vegetal estiver carregado das propriedades medicinais de ervas curadoras, além da composição rica que somente o óleo vegetal tem, o que isso não fará com seu tratamento Sim, tratamento em nível quântico de efeito e qualidade.

Sempre digo que a aromaterapia avançada é para almas corajosas, porque somente o estudos dos óleos essenciais nos rende anos de estudo e agregar a isso o conhecimento dos óleos vegetais e ervas medicinais é para as desbravadoras, então se você veio parar aqui é porque integra esse time curioso e estudioso, então vamos lá.

Nem todas as ervas medicinais são aromaticas, então não podem ser usadas para extração do óleo essencial, mas nem por isso precisamos deixar de lado seu uso, justamente porque podemos fazer uso da maceração e transferir as propriedades curadoras de determinada erva para um azeite extra virgem de qualidade.

Para isso você vai precisar de:

  • um vidro com boa selagem, como os vidros de óleo de coco, por exemplo;
  • 3/4 desse conteúdo do vidro da erva medicinal ou combinação delas que você deseja;
  • óleo vegetal de boa qualidade, como por exemplo, azeite extra virgem de oliva, semente de girassol ou uva, gemem de trigo ou óleo de coco.
  • etiqueta colante
  • saco de papel pardo

O processo é bastante simples:

  • coloque as ervas no vidro
  • cubra com óleo vegetal escolhido (ou combinação deles)
  • chacoalhe bem com o vidro já fechado
  • etiquete com nome das ervas, óleos vegetais e data
  • dar um nome para sua maceração ajudará a lembrar o objetivo dela na hora de usar no futuro
  • coloque o vidro no saco pardo também escrito os compostos
  • semanalmente chacoalhe novamente por pelo menos 30 dias
  • passe a maceração por um tecido para remover as ervas depois desse período
    guarde num local escuro ou mantenha o saco pardo para proteger da luz
    e USE! 🙂

 

Você pode a partir dai adicionar óleos essenciais para massagem ou uso topico e tem a opção de preparar balsamos medicinais com cera de abelhas ou manteigas vegetais (que também podem ter suas propriedades combinadas com o tratamento).

Particularmente uso muito azeite extra virgem de semente de girassol macerado com Arnica (Arnica montana), Erva Baleeira (Cordia verbenacea) e Unha de Gato (Uncaria tomentosa) com óleo essencial de Gengibre (Zingiber officinalis), Lavanda (Lavandula angustifolia) e Olibano (Boswellia carteri) para cuidar das dores remanescentes da fibromialgia que insistem em dar um ‘oi’ vez ou outra.

Usem e abusem dessa magia. Sua saúde irá agradecer imensamente 🙂

Stela Kiill

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s