Sua Menstruação, Sua Cura

Estou a dias sentindo de escrever sobre a menstruação, sobre como é um presente maravilhoso de conexão com a Grande Mãe que temos naturalmente mês a mês e qual não foi a minha surpresa quando fui fazer uma pesquisa aberta de imagens e comentários e 98% do que encontrei foi denegrindo tudo o que é referente a esse mágico período que temos. Juntei a isso a memória de diversas vezes que naturalmente falei sobre o tema com grupo de amigos e as reações foram diversas e em direções negativas em sua imensa maioria e vieram seguidas de comentários de asco, de retalhação, pois não deveria falar sobre isso com as pessoas e muitos e muitos métodos invasivos e cruéis para interromper essa natureza feminina.

Ok… Desde a primeira consulta num ginecologista somos ensinadas que a menstruação causa dor, desconforto, desequilíbrio hormonal, alterações emocionais (ficamos histéricas, segundo denominação dominante), fora o risco da gravidez indesejada e somos instruídas a engessar nossa natureza, entrar no padrão, forçar nossa lua num ritmo externo e lá vem as pílulas hormonais, injeções, adesivos e por ai vai. Eu mesma fiz parte desse time por anos e anos a fio, comprei a ideia que me venderam. Tinha vergonha da minha menstruação e cheguei a interrompê-la com o uso do Mirena por bons anos da minha vida, atravessei o inferno emocional para que meu corpo se adaptasse a uma carga química externa, mas afinal, o que são meses de loucura hormonal frente ao “conforto” de não menstruar e estar sempre física e  sexualmente disponível? A coisa é vendida como um milagre que irá nos salvar do martírio que é ser mulher, mas ninguém nos conta o preço disso. Risco de câncer, trombose, embolia pulmonar, obesidade, hipertensão, diabetes e depressão estão na lista (aqui uma curiosidade, a pílula anticoncepcional masculina foi barrada na aprovação, pois teve os mesmos efeitos colaterais das femininas ;).

Frente a esse cenário temos a chance de mudar algumas posturas e fazer as pazes com nossa menstruação. De acordo com a medicina integrativa, os sintomas físicos tem origem emocional, então se sua menstruação é dolorida, traz muita TPM ou mesmo trouxe endometriose é uma oportunidade valiosa de avaliar o que tem trazido sofrimento, como está sua relação com sua sexualidade? Você aceita verdadeiramente quem você é ou vive os preconceitos que te ensinaram ao longo da vida? Como é sua relação com outras mulheres, você as vê como iguais ou são competidoras e potenciais ladras daquele príncipe dos sonhos para casar e viver uma vida doriana? A relação com a maternidade, como sua ancestralidade? Vale levantar também a questão de como é sua relação com os homens. Como você se sente perto deles, como são seus pensamentos quando surge um relacionamento, você confia neles?

As mulheres vem a um longo período de tempo sendo tolhidas de suas emoções, são ensinadas a agradar, a não ter prazer, não se tocar, a mudarem o que naturalmente são para se tornarem seres agradáveis de conviver e uma guerra silenciosa entre as mulheres e homens foi instalada, mas apesar da dor que isso gera emocional e fisicamente somos levadas a viver na companhia dos homens e muitas querem paz em seus relacionamentos, mas de ambos os lados somente geramos guerra e não notamos. E o período pré e menstrual são verdadeiras escolas para nos conhecermos em todos os aspectos que tecem nossa feminilidade e o quanto a expressão da nossa essência anímica está ferida.

Convido você a ouvir-se, dar atenção aos seus sentimentos e buscar na sua menstruação a professora interna de pura sabedoria para te guiar de volta a sua paz interior. A cada menstruação é uma imensa renovação que acontece em nosso ser. Renovação das nossas energias, dos nossos pensamentos e é a materialização de toda a força vital divina que somente as mulheres carregam com tanta força dentro de si e uma das maneiras de honrar essa bênção inata de que somos portadoras é plantando nossa lua (=menstruação).

Procure recolher seu sangue menstrual em copinhos de silicone ou absorventes reutilizáveis e regue seu jardim ou suas plantinhas com essa energia que é um imenso potencial para transformar sua realidade, curar sua vida e seu corpo e, se desejar ir além, faça uma oração para a cura da vida de todas as mulheres e homens do planeta. Ao honrar-se, você honra Grande Mãe e devolve a ela a energia de vida e sabedoria com que sempre somos presenteadas em nossos ciclos divinos, são nossas estações e assim nos religamos a energia da natureza que tudo rege.

Ao semear sua lua, você terá a oportunidade de se abrir cada vez mais para sua intuição, para a criatividade, para demonstrar a amorosidade que vive dentro de você, de despertar a verdadeira natureza da sua alma e de curar todo a bagagem emocional acumulada ao longo dos tempos e que te afastam de você mesma. Essa cura te permitirá melhorar sua auto estima e ao reconhecer quem é você e o que você deseja para sua vida, seus relacionamentos amorosos também irão melhorar, porque você não aceitará ninguém que não a trate com o devido respeito e amorosidade e que deseje ter uma vida para “nós” e não mais para o “eu”. Ao curar nosso interior curamos nosso exterior e deixamos de ter medo da solidão e passamos a viver num relacionamento somente quando ele nos completa e vai de encontro ao crescimento mútuo cortando de vez os laços de abuso e codependência.

Ao honrar e respeitar a mim também honro e respeito a Vida.

Deixo aqui uma linda oração para esse momento de oferendar e devolver à Mãe a nossa lua.

 

ORAÇÃO PARA PLANTAR A LUA

“Eu (seu nome) … Eu invoco o meu grande poder de deusa, menina, mãe, sacerdotisa, irmã, filha, avó e companheira através do meu sangue, minha lua sagrada para curar, para um despertar infinitamente amoroso.
Coloco meu rubi vermelho sobre meu coração para lembrar o conhecimento milenar e a beleza que está dentro de mim, para florescer nos jardins da minha palavra e da minha caminhada.
Através desta semeadura, peço que una meus fios com o ventre da Pachamama para fortalecer minhas raízes. Purifica e fortaleça minha alma e corpo; encha-me de vigor e vida, fecunda os sonhos que guardo dentro de mim e eleve minha consciência para que nos unamos e forjemos uma nova mulher.
Obrigado Mãe e Pai por me abençoar com meu sangue luminoso e por ter uma vida sagrada e ressonante com o universo, que dá a vida em todos os sentidos. Assim seja. Rosabella Indriago – Guia da Mulher Lunar”

Desejo a todas lindas curas e uma vida plena e feliz.

Stela Kiill

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s