Categorias
Uncategorized

Neurociência e a Aromaterapia

Nosso cérebro tem uma glândula minúscula, porém extremamente importante chamada Pineal, a qual é a responsável por produzir algumas substâncias, como a Melatonina (hormônio do sono) e a Dimetiltriptamina ou DMT, que é a responsável por permitir estados de supraconsciência, ou seja, é a substância ligada aos fenômenos de alteração da percepção de realidade do Sistema Nervoso Central. 

A DMT é encontrada in natura em muitas plantas e é produzida naturalmente em muitos animais, incluindo os seres humanos. Ainda não temos muitas informações quanto aos gatilhos que acionam essa produção e nem suas conexões e consequências pontuais às pessoas, mas o que se sabe é que essa substância nos permite ter acesso a dimensões subatômicas e outras realidades dimensionais, hoje estudas pela física quântica e pela neurociência.  Dimensões essas que, quando acionadas, impactam na realidade materializada em aspectos como a nossa saúde, ao modificar, por exemplo, padrões de pensamento e comportamentos inconscientes.

As jornadas meditativas com tambor xamânico, usado nos estudos da Aromaterapia Xamânica, facilitam o processo do organismo para acessar essa neuroquímica e a partir daí, nos permite ter informações internas para cura através dos óleos essenciais.  

Há pessoas que conseguem ir tão profundamente nos campos subconscientes com a Aromaterapia Xamânica, que acessam traumas de primeira infância ou mesmo de fatos ocorridos na gestação e nascimento. Por exemplo, tive uma paciente que quando no ventre materno estava em posição sentada e as cesarianas não eram acessíveis como hoje, então foi um parto difícil com uma experiência de quase morte para ela, mas que era desconhecida até então. O tratamento foi feito dentro dos campos morfogenéticos (ou dimensões subconscientes de nível subatômico) e ao terminar a sessão, ela conversou com a mãe sobre o que havia acontecido no consultório e, então a mãe contou sobre o nascimento dela e tudo fez sentido.

Essa paciente tinha um problema de ganho de peso excessivo e um padrão de rejeição muito grande que se iniciou nesse momento do parto, onde ela, como bebê, não se sentiu bem vinda ao mundo por quase ter morrido. Claro que a cura de um padrão tão profundo não se dá com apenas uma sessão, porque esse trauma inicial gera uma cadeia de traumas sucessivos correlacionados e a limpeza e reorganização emocional deles acontece pouco a pouco, portanto, tenha em mente que é um processo de autoconhecimento que depende do seu empenho. Nem tudo vem na velocidade e no dia que queremos. A vida tem seu ritmo que é diferente do nosso.

Duas curiosidades sobre a glândula pineal, responsável por nos permitir essas curas: a ilustração do olho de Hórus é o desenho dela e também, René Descartes a chamou de “trono de Deus”. O excesso de flúor, cálcio e alimentos ultra processados, pode endurecer essa glândula e afetar não apenas os ciclos de sono e vigília, mas acentuar quadros de ansiedade e depressão. 

A Pineal e seus hormonios, são essenciais para mantermos o equilíbrio emocional e uma boa saúde psicológica e espiritual e ao termos como hábito o uso da aromaterapia, temos a nossa disposição uma ferramenta eficiente para manter a Pineal saudável, visto que os óleos essenciais tem grande facilidade em penetrar a barreira hematoencefálica (BHE) e chegar ao Sistema Nervoso Central (SNC) permitindo, assim, levar substâncias curadoras para nossas células neurais e para o Sistema Límbico, que irá interagir com suas moléculas para reorganizar e ressignificar emoções ali armazenadas.

É um casamento perfeito para a cura e mudança interior quando unimos a essência das plantas com as neuroquímicas em aspectos que impactam todos os aspectos de vida de uma pessoa.

Grande abraço,

Stela Kiill 

#dmt #pineal #neurociencia #dimetiltriptamina 

Categorias
Uncategorized

A Frequência Vibracional do Óleos Essenciais

Sobre a questão da frequência vibracional dos óleos essenciais, recebi uma pergunta muito interessante semana passada: Stela, se a frequência do corpo humano saudável é de 62Mhz, porque usar um OE que vibre menos do que isso, como por exemplo o Manjericão (Ocimum basilicum) que vibra em 52Mhz?
Para responder a essa pergunta vamos pensar que um ser humano possui uma gama imensa de emoções, cada uma vibrando em sua frequência, então podemos ver na mesma pessoa a presença da culpa que vibra em 30Mhz e ao mesmo tempo ela pode ter estados de alegria, que vibra 540Mhz.
Nesse mesmo conjunto colocamos outros hábitos que afetam nossa vibração como, por exemplo, comer industrializados (frequência 0Mhz – considerado comida morta) ou orar sinceramente, que eleva nossa vibração para estados de paz (600Mhz).
Uma pessoa normalmente tem um estado emocional predominante que influência seus hábitos cotidianos, então no conjunto, mesmo que a pessoa tenha uma aparente saúde física, se o estado emocional dela girar em torno de sentimentos de descrença, desespero, julgamento, condenção, culpa, tristeza, stress e assim por diante, fará muito sentido usar um manjericão, por exemplo, pois será um OE mais próximo da necessidade presente dessa pessoa que está buscando ânimo para sair de um buraco mais fundo.
Para esse mesmo caso, se usassemos um OE de Rosas (Rosa centifolia) de 320Mhz o risco de agravar o quadro do paciente aumenta, pois a ação do óleo essencial é de buscar e trazer a consciência o que está levando a pessoa a decair do seu estado de saúde, e quando a pessoa não está preparada para lidar com suas próprias criações emocionais, isso é um choque que pode agravar ainda mais a situação, então usar óleos que funcionem como uma “escada” até que a pessoa esteja pronta para passos mais largos faz todo o sentido num tratamento de casos crônicos.
Uma dica importante, cada pessoa sente exatamente onde e em que velocidade ir, então sempre faça o teste olfativo com seus clientes/ pacientes e confie que o sistema regente dela irá indicar o caminho a seguir.
As informações sobre as frequências são importantes, mas não são a única variável a se considerar no momento de escolher sua sinergia e muitas vezes ‘menos é mais’ 😉
Grande abraço,
Stela Kiill
As inscrições para os cursos, workshops e meditações estão abertas e as informações estão disponíveis na aba ‘eventos’ aqui no site.
Informações: naturalmosaico@gmail.com